13 de maio de 2018

Teografia de Valdirene Aparecida de Oliveira

Minha vida religiosa teve início na minha infância,quando, no ombro de meu pai íamos à missa com toda a família. Meu pais foram os meus primeiros catequistas. Lembro-me das missas de natal quando  eu ficava ansiosa para a chegada do Menino Jesus, no presépio.
Sou Valdirene Aparecida de Oliveira, professora, catequista, e casada com Fábio Claudino: somos pais de Lara e Ricardo.
Participar dos eventos e celebrações religiosos, era um sonho, mas minha irmã era  a escolhida, ao contrário de mim, que gostava muito, mas era escolhida poucas vezes porque minha voz era sem entonação.
Morávamos na comunidade do Quebra-Cangalha, onde aprendi várias coisas com minha catequista, Dona Maria do Sádio, assim fiz minha Primeira Eucaristia,  e fui crismada aos 12 anos, em Peçanha.
Participo da Pastoral Familiar, e amo a Festa da Nossa Padroeira: Nossa Senhora da Conceição. Comecei a ser catequista a convite da Marinalva, quando freqüentava a catequese de crisma para acompanhar minha filha, que se sentia insegura, visto que na turma conhecia poucos colegas.
Na igreja encontro minha paz interior, percebo o amor de Deus e sua misericórdia em nossas vidas.
O que mais me encanta neste amor misericordioso, é poder olhar todos os dias para o céu, e descobrir que em meio aos problemas, que existe  um motivo para sorrir: Deus,  que me ensina a esperar pelo Seu tempo. Sinto que me segura firme pela mão e aumenta minhas forças na caminhada. É Ele quem me conduz pelo melhor caminho. Protege-me de todo mal. Aumenta minha fé e me renova a cada dia.
Ser catequista hoje, é o maior motivo da minha caminhada de fé, pois, celebro a vida em sintonia com a palavra de Deus.   

Pela sua dolorosa paixão
Tende misericórdia de nós
E do mundo inteiro !
Jesus, eu confio em vós!

Um forte abraço !
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Catecom - Catequese Diocese de Guanhães | Suporte: Blogger