11 de setembro de 2018

Resumo - Roteiro para os Grupos de Reflexão-Aprendendo da História e da Realidade - Mês de Abril -Iniciação à Vida Cristã - Processo Catecumenal


Primeiro encontro : Iniciação à Vida Cristã ontem e hoje
Quando lemos o Evangelho, João 20, 19-31 a primeira internação é imaginar que essas cenas são descrições. Se assim fosse, teria sido muito fácil para os apóstolos crer em Jesus. Viram, pegaram,  tomaram e tocaram. Vemos que Tomé colocou  condição para crer,  como muitas vezes colocamos condição para amar. Quando colocamos condição para amar ou  para crer, não amamos e não cremos.  O amor é um salto no escuro . Então, Tomé não acreditou depois que tocou? Não. Ele teve que renunciar às condições para crer. Todos esses gestos de Jesus não são para os sentidos. São para o itinerário interior do amor. Os seus olhos físicos não podiam ver Jesus ressuscitado.  Jesus tinha outra dimensão. Assim, os olhos físicos não veem. O amor não vem dos olhos físicos. Quando amamos O que vemos, ainda não amamos. " O essencial é invisível aos olhos". O que vemos é sinal,Sacramento,  para que possamos alcançar o mistério maior, que a vista não alcança.



A igreja, que somos todos nós, discípulos- missionários, que seguimos e anunciamos o Senhor, é chamada, hoje, a promover um novo encontro luminoso, um novo diálogo, com novos interlocutores, reconhecendo que nos encontramos em um momento histórico de transformações profundas. O Documento de Aparecida caracteriza este momento como de " mudança de época".  Em nosso país, essas transformações assumem características comuns, que  "afetam os critérios de compreensão, os valores mais profundos" da vida, da família, da sociedade. Nesse cenário de mudança, a Igreja vive e age. Há um passado que pode impulsionar -nos a buscar constantemente novos caminhos, para que cheguemos a viver, com autenticidade e zelo ardente, o seguimento de Jesus, a partilhar com ele a missão de fazer acontecer o Reino no mundo de hoje.

Se ouvires a voz do vento/Chamando sem cessar//A decisão é tua/A decisão é tua...
Se ouvires a voz do tempo/Mandando esperar/ A decisão é tua...

Jesus formou discípulos e discípulas, instruindo-os com sua original atitude de acolhida, de compreensão e de valorização das pessoas, principalmente das marginalizadas. A vida de Jesus transformou de tal modo essas mulheres e esses homens, que,  aos poucos, foram compreendendo que a salvação Cristã é vida concreta, existência cotidiana, de relação pessoal, com Deus e com os irmãos e irmãs;  também, libertação do pecado, das injustiças e das limitações humanas. A expressão "novo" é fundamental nas atitudes de Jesus: odres novos (Mateus 9,17), mandamento novo
( João 13,34) nova Aliança (Lucas 22,20) . Tudo isso teve seu ponto alto na entrega pessoal de Jesus, da sua própria vida na cruz, na certeza da sua  ressurreição, para permanecer conosco para sempre.

O trigo já se perdeu/Cresceu, ninguém colheu/E o mundo passando fome/ Passando fome de Deus/A decisão é tua/ A decisão é tua...

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Catecom - Catequese Diocese de Guanhães | Suporte: Blogger