28 de maio de 2013

Vinde amemos e adoremos !


Temos um tesouro ao nosso alcance: a presença real de Jesus em nossos sacrários. O mesmo Jesus que foi transportado pela Mãe Imaculada em seu seio virginal e está encerrado numa cândida hóstia.
O mesmo Jesus que foi flagelado, coroado de espinhos e crucificado como vítima pelos pecados do mundo, está na âmbula como vítima imolada para nossa salvação.
Este grande mistério do Corpo e Sangue de Jesus está continuamente em nossos altares. Ele espera por você que O ama.
E quem O ama de verdade também O adora. Pois um grande amor e a adoração ainda que sejam coisas distintas, formam um todo: tornam-se um amor adorante e uma adoração amorosa.
Jesus no Sacrário é adorado por quem O ama de verdade, e é amado de um modo eminente por quem O adora.
Os santos, artistas do amor, foram adoradores fiéis e ardentes de Jesus Eucarístico. A adoração eucarística sempre foi considerada a imagem mais real da adoração eterna, que constituirá todo o nosso céu. A diferença está somente no véu que ainda nos esconde a visão da realidade divina, da qual, porém, a fé nos dá uma certeza inabalável.
Catequista, não vamos deixar que essa graça passe sem ser percebida. Como presença real na Eucaristia, Cristo é por excelência o dom maior para nós. Celebrar, adorar e contemplar este dom precioso é a tarefa pedagógica mais importante na Catequese.
A Eucaristia está no centro da liturgia, e em redor dela todos os outros sacramentos, por isso o catequista tem que ser espelho de uma fidelidade constante ao Corpo e Sangue do Senhor.

Catequista Roberto Magno
Comunidade Nossa Senhora de Nazaré

Joanésia

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design WordPress | Desenvolvido por JAM - José Miranda | CATECOM