29 de outubro de 2013

SELECIONADOS OS MÚSICOS PARTICIPANTES DO 2º FESTIVAL DA MÚSICA CRISTÃ

O 2º Festival da Música Cristã está confirmado para os dias 15 e 16 de novembro, em Guanhães. A seguir, confira as bandas selecionadas para o maior evento de música cristã do centro nordeste mineiro. Na ordem, não de classificação, estão música e intérprete.




1. Luz da Luz (Jairo Pimenta)
Local: Guanhães (MG)

2. Deus é maior (Servos do Senhor)
Local: Coronel Fabriciano (MG)

3. Pra teu louvor (Cacá Rocha)
Local: Virginópolis (MG)

4. Divina Graça (Manoelito Xavier)
Local: Montes Claros (MG)

5. Encontrei a luz (Banda Ton)
Local: São João Evangelista (MG)

6. Só mais um abraço (Taíssa Silva)
Local: São João Evangelista (MG)

7. Canto de paz (Tony Rocha)
Local: Guanhães (MG)

8. Janelas da Alma (Rafael Jesus)
Local: Curitiba (PR)

9. Benigna Mulher (Lorena Ellen)
Local:Coronel Fabriciano (MG)

10. A cruz e a pedra (Dalmir Lott)
Local: Belo Horizonte (MG)

11. Vitória (Victor e Otávio)
Local: Ipatinga (MG)

12. Sejam bem-vindos (Banda Sacro Santo)
Local:Pedro Leopoldo (MG)

13. Amanhecer (Ministério Novo Israel)
Local: Divinolândia de Minas (MG)

14. Você acordou (Lyzandro Cardoso)
Local: Inhapim (MG)

15. Prece de Gratidão (Marcos Paracatu)
Local:Montes Claros (MG)

16. Pra Sempre (Magaly Mello Dias e Banda)
Local:Ipatinga (MG)

17. Sigilo (Mariana Portilho e Banda)
Local: Belo Horizonte (MG)

18. Deus é perfeito (Banda Crescer com Cristo)
Local: Rio Vermelho (MG)

19. Deixei meu orgulho (Roberto Souza)
Local: Guanhães (MG)

20. Deus Poderoso (Edson Damázio)
Local: São João Evangelista (MG)


25 de outubro de 2013

Formação de catequistas em São João Evangelista.

Tivemos um encontro de formação, no dia 19/10/2013, com o tema " A Missão Profética do Catequista". Estiveram presentes catequistas da Zona Rural e Urbana. Foi muito bacana, por isso, gostaria de compartilhar com todos os coordenadores de catequese da nossa Diocese.  Foi um encontro muito bacana! Contamos com a presença do Pe. Hermes e do Alyson do ABC Consultoria.
Iniciamos nosso dia de espiritualidade às 9:00 h com a presença do Pe Hermes, que esteve conosco até as 11:00 h. Pe Hermes nos proporcionou momentos de muito diálogo e reflexão sobre a nossa caminhada como catequistas. Foi realmente uma manhã de reflexão e muito diálogo quando partilhamos juntos nosso olhar  e o nosso ser catequista.
À tarde esteve presente conosco o pedagogo Alyson,que nos levou a maneira lúdica de vivermos na catequese com nossos catequizandos, foi uma tarde muito descontraída e enriquecida com brincadeiras que nos levaram à reflexão.
                                                                                      Luciene  Silva










Perfil do Coordenador da catequese

Perfil do Coordenador da catequese

O Ministério da Coordenação é o serviço que suscita e integra através de ações concretas as forças vivas da catequese: pároco, catequistas, pais, catequizandos e as outras pastorais.
Este ministério deve ser exercido com alegria, como uma fonte de espiritualidade, como um serviço em prol do Reino: animando os catequistas, abrindo novos horizontes, atualizando-se continuamente, estando em sintonia com as orientações diocesanas, criando um clima de acolhida, partilha e confiança. Desse modo, a catequese surge como luz na comunidade.
Existem diversas maneiras de exercer o ministério da coordenação. Dentre elas destacamos as seguintes:
· Coordenação centralizadora – sobressai a função. Não divide tarefas. Não confia totalmente no grupo. Normalmente uma coordenação centralizada é autoritária, por vezes distante da caminhada da catequese e dos reais problemas dos catequistas, dos catequizandos, dos pais e da comunidade cristã. Numa coordenação centralizada, com facilidade surgem os descontentamentos, as divisões, os subgrupos, o desânimo e as desistências.
· Coordenação fraterna, democrática – caracteriza-se pelo serviço pela animação, pela distribuição das tarefas, pela confiança nos catequistas, pelo amor aos pais dos catequizandos, pela vivência comunitária, pela preocupação com a formação dos catequistas, pelo relacionamento humano, afetivo, carinhoso, alegre, mesmo nos erros e nas tensões. Acolhe as sugestões, aceita com humildade as críticas, aponta sempre uma luz nas horas de tensões. Acima de tudo, elabora um projeto catequético participativo capaz de gerar um processo de educação da fé na comunidade.

Atenção coordenadores e coordenadoras! Palavras do nosso padre João Gomes: “Para o Ano que vem teremos propostas novas de trabalho e ação. O Espírito é que nos move”.

Rezemos para que nossa catequese seja sempre mais um lugar de amor e espelho de Jesus Cristo.
Roberto Magno
robertomagnum@yahoo.com.br


21 de outubro de 2013

Os jovens e a Pastoral Familiar em Peçanha.

72 jovens participaram de um encontro promovido pela pastoral familiar de Peçanha, neste domingo, 20 de outubro. A avaliação dos participantes foi positiva e com "sabor de quero mais".
Já é o segundo evento neste semestre realizado pela pastoral familiar. O primeiro foi a Semana Nacional da Família.
Parabéns aos membros envolvidos e preocupados com a FAMÍLIA.

                                                        Padre José Aparecido dos Santos













19 de outubro de 2013

Atenção coordenadores! O Encontro diocesano de coordenação de catequese será dia 09 de novembro! Confira carta e pauta:






Paróquia São Domingos de Gusmão
Praça Valdemar Teixeira, nº 8 – Centro
Cep.: 35.865-000 - Fone: 31 38661182
Dom Joaquim – MG


LOUVAÇÃO
“É bom dar graças ao Senhor. Fazer do seu nome a nota mais repetida da difícil melodia da vida feita canção. Acordar proclamando as suas maravilhas e deitar cantando a fidelidade do seu amor sem medida”.
Pe. Ruan Luiz de Gopegui sj



Queridos Coordenadores (as) da Pastoral Catequética em nossa diocese, Deus seja louvado  pela nossa vida e missão. O tempo passa corrido. Já aproxima –se o término do ano e precisamos nos encontrar para avaliar nossa caminhada catequética e pensar nosso calendário de atividades do ano seguinte. Nosso encontro será no dia 09 de novembro de 2013 ( desculpe-nos, foi preciso mudar a data). Contamos com sua compreensão e sua presença. É muito importante que você não falte. Para o Ano que vem teremos propostas novas de trabalho e ação. O Espírito é que nos move. Por isso ficamos inquietos. Converse com seu pároco e venha. Precisamos de você conosco!  A programação e outras informações necessárias, em anexo.

Recebam o nosso abraço fraterno!

Carinhosamente,

____________________________________________
Pe. João Gomes Ferreira 
Coordenador Diocesano da Catequese


___________________________________________
Dom Jeremias Antônio de Jesus
Bispo Diocesano de Guanhães


  Observações:

1)    A taxa para o encontro será de R$25,00
2)   Trazer uma prenda (unissex) para o Amigo oculto. Valor 20,00.
3)   Quem ainda não enviou avaliação paroquial de setembro 2012 a setembro 2013 e cronograma de atividades paroquiais para 2014, favor enviar antes do dia 09/11, para que a síntese dos trabalhos paroquiais seja concluída.  Envie  para o e-mail eliana@ghnet.com.br ou para Eliana Alvarenga - Rua José Ventura , 79 apartamento 103. Bairro Expansão.

4)   Pauta do encontro do dia 09/11:
·         7h 30 - Chegada e café ;
·         8 h- Oração da manhã;
·         8 h30  às 9h - Novas propostas de trabalho e ação com  Pe. João Gomes;
·         9 às 10h15- Trabalho em grupo: Leitura da síntese dos trabalhos paroquiais, troca de experiências (trabalhos realizados nas paróquias), dúvidas ou destaques de algum trabalho paroquial, sugestões de trabalhos, anseios, temas para encontros de formação, possíveis datas para os encontros diocesanos, sugestão de temas, data e local para a realização da Semana catequética.
·         10h 15 - Breve intervalo;
·         10 h30 às 12 h - Plenário;
·         13 às 15h - Planejamento e Cronograma;
·         15 h -   Fala de Dom Jeremias;
·          Confraternização com amigo oculto
·         17h 30 -Despedida.


A COORDENAÇÃO E O EXEMPLO DE JESUS


A Catequese nos últimos anos deu passos significativos. Em toda parte percebe-se um fervilhar de novas experiências e métodos mais adequados que nos orientem na caminhada. Este processo de renovação depara-se com alguns desafios: a catequese não pode ser uma simples iniciativa baseada na boa vontade, na improvisação. Disso decorre a necessidade de pensar, organizar e atualizar a catequese, buscar novos rumos, animar os catequistas, criar um clima humano-afetivo. Surge assim a missão do coordenador do qual depende, em grande parte, a dinâmica e a renovação da catequese numa comunidade.
“A atividade pastoral não pode processar-se às cegas. O apóstolo não corre em busca do incerto, nem golpeia no ar”. (Paulo VI) Coordenação vem da palavra “co-ordinatione” que significa: dispor certa ordem ou método”, organizar o conjunto, por em ordem o desconjunto. É uma “co-operação”, uma ação de “co-responsabilidade entre os iguais”. A coordenação promove a união de esforços, de objetivos comuns e de atividades comunitárias, evitando o paralelismo, o isolamento na ação catequética. A coordenação tem por finalidade criar relações, facilitar a participação, desenvolver a sociabilidade, levar à cooperação, comprometer na co-responsabilidade, realizar a interação e tornar eficaz o conjunto da caminhada catequética. Para essa missão se requer um trabalho de grupo, e não de uma só pessoa. A catequese renova-se mais rapidamente, especialmente no mundo urbano, quando uma comunidade investe na equipe de coordenação e esta assume sua missão articuladora, animadora da catequese .
Nesse sentido o MINISTÉRIO DA COORDENAÇÃO reveste-se de uma mística, de uma espiritualidade, de uma missão. Coordenar é integrar, animar, avaliar, revisar, celebrar, incentivar a caminhada da catequese. O ministério da coordenação é o serviço que mantém viva a caminhada da catequese em sintonia com as opções diocesanas, paroquiais, e segundo as exigências de uma catequese renovada. E o coordenador encontra seu modelo, sua inspiração e a fonte de graça para exercer seu ministério na Pessoa de Jesus.    Sabemos que Jesus Cristo não quis assumir sua missão sozinho. Fez-se cercar do grupo dos doze (Mc 3,13). Com eles vai criando sua comunidade. Os Evangelhos nos mostram que várias atitudes de Jesus caracterizam-se por um amor cordial e concreto pelas pessoas. Vejamos algumas situações:
a) Jesus conhece as pessoas e as aceita como são. Parte daquilo que são os discípulos, e não daquilo que deveriam ser para conduzir cada um a um crescimento cada vez mais profundo (Jo 20, 27; Lc 22, 61; Lc 24, 13-35).
b) Jesus exerce sua autoridade com caridade. É aquele que serve ( Jo 13, 1-20). “Eu não vim para ser servido, mas para servir” (Mc 10, 45). Para Jesus, todos têm uma caminhada a fazer, uma conversação a realizar, uma esperança a construir. A grande norma do grupo é o mandamento do amor.
c) Jesus situa-se dentro da comunidade e a dirige com amor. A presença de Jesus é viva no meio da comunidade. Ensina a partilhar e ser solidário em tudo (Jo 6, 1-15).
d) Jesus fala da necessidade de sua paixão e convida seus discípulos a partilhar sua Cruz, vivida e assumida na fé e na esperança, porque passando por ela constrói-se o Reino (Lc 9, 22-26).
e) Jesus criou uma comunidade para a Missão. A comunidade é um caminho de crescente fraternidade e abertura para a missão. O apóstolo Paulo nos alerta (Rm 10, 9-21) para que tenhamos os mesmos sentimentos de Jesus Cristo. Isto é, que a nossa missão de coordenadores não seja uma forma de vanglória e nem um fardo nos ombros dos outros, mas que seja uma continuidade da missão de Jesus Cristo na edificação do Reino.

Roberto Magno

Joanésia MG

14 de outubro de 2013

SAUDADE! "As pessoas que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós!"

Os nossos Encontros Diocesanos de Catequese à partir de hoje 14/10 terão "sabor de saudade"! Muita saudade!
Não teremos  mais a presença de Marilda Bicalho que partiu para os braços do Pai!
Fará muita falta, pois com sua alegria e presteza, ficava entre os afazeres da cozinha, uma corridinha daqui e dali, um recadinho de cá e de lá e sempre pronta a ajudar as pessoas do encontro, até mesmo levando alguns para hospedá-los em sua casa.
 Sentiremos um vazio, talvez até choraremos ao lembrarmos dela, mas faremos brilhar  em nossos  rostos um riso, por ter podido conviver com alguém tão especial em tantos encontros diocesanos de catequese.
                               Como disse Dom Jeremias durante a Celebração das Exéquias:
                               " Vamos lembrar sempre da alegria da Marilda!
                   Ela  era a mulher da alegria e da festa. Gostava muito de festa. Às vezes se encontrava de mau humor, mas tinha um grande coração!
  Era muito preocupada e dedicada aos filhos  e estava sempre pronta a ajudar a todos!" 

                                              Saudade eterna!

13 de outubro de 2013

Encontro dia 06/10 com catequistas e lideranças do Bom Jesus de Frei Lagonegro.


Sempre é tempo de louvar e agradecer as maravilhas que Deus concede os que doam um pouco de seu tempo para a missão de educadores da fé. Foi assim  que nós catequistas e lideranças  de toda comunidade Bom Jesus de Frei Lagonegro nos reunimos para um momento de confraternização. Iniciou-se com um momento de oração e depois houve dinâmicas, brincadeiras e homenagem a Nossa Senhora pelos catequizandos da Primeira Eucaristia. Encerrou-se com o almoço. Foi uma manhã de bençãos, somos apenas uma plantinha mas confiamos em nosso bom Deus  que ainda chegaremos a ser uma árvore frondosa. Obrigada Senhor!
                   Irmã Aparecida Chaves.



















                                                                                           
                                

FESTA DE NOSSA SENHORA APARECIDA(PITO). Pe. Celso, de Santa Maria do Suaçuí foi o celebrante Pe. Celso faz parte da Comissão que foi criada para levar o conhecimento do processo de Canonização do Servo de Deus Cônego Lafayete da Costa Coelho a toda a diocese de Guanhães.

Após  carreata com a imagem de Nossa Senhora Aparecida pelas ruas da cidade, os fieis se concentraram em frente a E. M." Pio Nunes Coelho", para a procissão até ao pátio da Igreja matriz de Nossa Senhora Aparecida, onde aconteceu a missa festiva. Pe. Celso, de Santa Maria do Suaçuí  foi o celebrante e Pe. Derci foi concelebrante. Pe. Celso faz parte da Comissão que foi criada para levar o conhecimento do processo de Canonização do Servo de Deus Cônego Lafayete da Costa Coelho a toda a diocese de Guanhães.
 Durante a celebração a equipe se apresentou, mostrando o bâner e ao final da celebração foram distribuídos fôlders para todos os presentes.
Alguns trechos da mensagem proferida por Pe. Celso:
Querida comunidade, hoje eu revivi a alegria de muitos fieis por homenagearem Nossa Senhora Aparecida. Pude comprovar vendo-os a pé trazendo o andor de Nossa senhora. No Dia 12 de outubro a Liturgia nos enriquece com a festa da padroeira.
Com o fato das águas que nos trouxe a virgem negra de Aparecida trouxe a maior alegria para o povo brasileiro. Maria nos atrai para mostrar-nos que Jesus é Verdade, Caminho e Vida.
Ela é a nossa intercessora, como vimos nas Bodas de Caná e a história dos três pescadores que clamaram aos céus, pelo sustento de seu povo. Aí aparece a cabeça da imagem, depois o resto do corpo e junto com o corpo tanto peixe. Esse é o primeiro milagre. Ela intercedeu por aquele vilarejo. O 2º milagre, foi nas Bodas de Caná.
Também ouvimos a história da rainha Ester  que não pediu nada para ela e sim,para o seu povo.
Nestes tempos conturbados que vivemos quando crianças perdendo a inocência, jovens entregues ás drogas...Quem não tem Deus,não pára em pé!
Neste Ano da Fé, Bento XVI  dizia que  Igreja precisa de mais exemplos de trabalho do que de fala.
Nós necessitamos de luz e o mundo precisa da nossa luz e a lâmpada para os nossos pés é Jesus.
Os devotos de Maria têm mais proteção. Se queremos ir a Jesus, o caminho mais curto é através dela.
No livro do Apocalipse fala que a mulher deu a luz e um dragão tentava devorá-la. Sim, o mundo vai tentar roubar Jesus de nós, mas  Maria segura a nossa mão e como diz a letra da música Oh ,vem conosco , vem caminhar... Santa Maria vem...
 Pe.Celso disse que a mãe dele dizia "Quem não reza vira bicho!" E ele entende muito bem a teologia da mãe dele. Por falta de reza, muita gente já virou bicho.
Para terminar  ele disse que quando vê a imagem de Nossa Senhora e as mãos dela, juntas ele lembra que está na hora de rezar. Ele ensinou a oração muito rezada e ensinada pelo cônego Lafayete: "Aflita vos vejo Senhora, Aflita ao pé da cruz, Aflito(a) me vejo agora, Valei-me Nossa Senhora, valei-me Mãe de Jesus.
Depois ele convidou a todos para rezarem a Oração pela beatificação de Cônego.
Finalizando ele ensinou a multidão a cantar: Viva,viva, Viva, viva! Viva Nossa Senhora!
Viva, viva, viva! Senhora de Aparecida! Viva, nossa padroeira!

Hoje, dia 13, também aconteceu a Cavalgada pelas ruas da cidade, com almoço e leilão de bezerros!

                                                   Deus seja louvado hoje e sempre!






















































Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial
Copyright © Catecom - Catequese Diocese de Guanhães | Suporte: Blogger