30 de dezembro de 2012

Para começar 2013... Um pouco de Carlos Drumond de Andrade



Feliz Olhar Novo!



O grande barato da vida é olhar pra trás e sentir orgulho da sua história.
O grande lance é viver cada momento como se a receita da felicidade fosse o AQUI e AGORA!
Claro que a vida prega peças.
É lógico que, por vezes, o bolo sola, o pneu fura, chove demais.
Mas... Pensa só: tem graça viver sem rir de gargalhar pelo menos uma vez ao dia?
Tem sentido ficar chateado durante o dia todo por causa de uma discussão na ida pro trabalho?
Tá certo, eu sei, Polyanna é personagem de ficção, hiena come porcaria e ri, eu sei.
Não quero ser cego, burro ou dissimulado. Quero viver bem. 2012 foi um ano cheio. Foi cheio de coisas boas e realizações, mas também cheio de problemas e desilusões... Normal. Às vezes se espera demais das pessoas... Normal. A grana que não veio, o amigo que decepcionou, o amor que acabou...Normal.
    2013 não vai ser diferente. Muda o século, o milênio muda, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem sempre é a que a gente deseja,mas e aí? Fazer o que? Acabar com o seu dia? Com seu bom humor? Com sua esperança?O que eu desejo pra todos nós é sabedoria, é que todos nós saibamos transformar tudo em uma boa experiência! Que todos consigamos perdoar o desconhecido, o mal educado. Ele passou na sua vida. Não pode ser responsável por um dia ruim. Entender o amigo que não merece nossa melhor parte.
Se ele decepcionou, passa pra categoria 3, a dos amigos. Ou muda de classe, vira colega. Além do mais, a gente, provavelmente, também já decepcionou alguém.
    O nosso desejo não se realizou? Beleza, não estava na hora, não deveria ser a melhor coisa pra esse momento (me lembro sempre de uma frase que adoro: 'Cuidado com seus desejos, eles podem se tornar realidade'). Chorar de dor, de solidão, de tristeza, faz parte do ser humano.Não adianta lutar contra isso.
    Mas se a gente se entende e permite olhar o outro e o mundo com generosidade, as coisas ficam diferentes ...... Desejo pra todo mundo esse olhar especial......2013 pode ser um ano especial se nosso olhar for diferente.Pode ser muito legal, se entendermos nossas fragilidades e egoísmos, e dermos a volta nisso. Somos fracos, mas podemos melhorar. Somos egoístas, mas podemos entender o outro.
    2013 pode ser o bicho, o máximo,maravilhoso, lindo, maneiro,especial...                                    Pode ser puro orgulho.
    Depende de mim! De você!
    Pode ser. E que seja!!!

    
 Feliz Olhar Novo!

   " Que a virada do ano não seja somente uma data, mas um momento para repensar tudo o que fizemos e que desejamos, afinal sonhos e desejos podem se tornar realidade somente se fizermos jus e acreditarmos neles!"

 Carlos Drumond de Andrade
(nome do autor, gentilmente enviado pelo leitor Armando Dantas)

Feliz 2013!

                                                                                                 Roberto Magno

28 de dezembro de 2012

Postando comentários:




Roberto Magno - Joanésia disse...

"Belíssimo trabalho! Perfeita celebração de natal. Parabéns! É muito bom ver o trabalho da catequese sendo feito com amor e dedicação. Deus abençoe a todos: crianças, familiares e catequistas!"
26 de dezembro de 2012 05:58



Simone Mendanha - Guanhães disse...


"Obrigada queridas crianças e adolescentes, familiares, Obrigada nossas comunidades que foram assistir a nossa apresentação. Do nosso jeito de ser e fazer, foi muito bom! Deus pague a todos da equipe: Messias e Jussara (coral), Alessandra e Gracíula (iluminação),Geraldo e Bruno (zeladores), Evandro (apresentação), Pe. Saint-Clair, Eliana, Edelveis. Abraços para todos. Ano que vem tem mais, com a graça de Deus. Feliz Ano Novo!!!"

28 de dezembro de 2012 04:43

Cantata de Natal I

Confira o vídeo da Cantata de Natal da Catequese Paróquia São Miguel:

26 de dezembro de 2012

Apresentação do Grupo Musical (infantil) e Missa para crianças Paróquia Nossa Senhora Aparecida(Pito)

As crianças da catequese da paróquia Nossa senhora Aparecida (Pito), agora têm horário de missa para elas: todos os domingos às 9 horas. As crianças participam ativamente das celebrações, através das procissões de entrada, ofertório, são leitores, salmistas, coroinhas e cantam sob a coordenação de Mauro Lúcio e Márcia Martins. Padre Derci tem presidido essas celebrações com grande alegria e entusiasmo e quem ganha com isto é a comunidade, pois evangelizando as crianças, da maneira que elas gostam, a qualidade da catequese com certeza, melhora ainda mais. Parabéns ao Pe. Derci por ter atendido ao pedido dos pais e das  crianças, através da coordenadora paroquial de catequese, Gelmáris. Parabéns a Gelmáris, pelo belíssimo trabalho que vem realizando na catequese; parabéns aos pais pelo apoio, às crianças pela participação e à toda a comunidade que está sempre pronta a ajudar a realizar as propostas inovadoras.














E na celebração do domingo 23-12, aconteceu a estreia do Grupo Musical  infantil Dízima Periódica. Um projeto idealizado por Mauro Lúcio, organizado por ele e pela Márcia Martins, com o apoio do Pe. Derci ,  da coordenadora de catequese Gelmáris, das catequistas e  de toda a comunidade matriz. 








Quem esteve presente, gostou  e elogiou bastante. Parabéns a todos!

Cantata de Natal: Catequese da Paróquia São Miguel.


Divulgamos com alegria a Cantata I de Natal, da Catequese da paróquia São Miguel.Contamos com a preciosa ajuda do Messias e filhos,da Jussara (do Coral Villa Lobos) , do Evandro Alvarenga, da Gracíula, Alessandra, Geraldo e Bruno. Com o apoio do Pe. Saint Clair e dos pais e crianças foi possível essa realização! Deus seja louvado, hoje e sempre!







         



















Texto apresentado por Evandro Alvarenga que caracterizou-se de José Datrino (O Gentileza):

Cantata de Natal – Catequese Diocese de Guanhães
Olá, filha de Deus! Olá filho de Deus! Olá irmã! Como vai irmão? Gentileza gera gentileza!
Nosso é Deus é amor! Receba a bênção em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Ele é único e é Trino. Eu, assim como você, sou filho do Deus Trino. Sou DaTrino, José Datrino. Gentileza gera gentileza!
Eu vim aqui somente para deixar uma flor em seu coração! Se ela não chegar lá, que fique em sua mão. Sua mão irá, logo, logo, repartir o pão. O pão que vai alimentar, com amor, um outro irmão, que por sua vez, cumprirá sua missão, fará um poema, e cantará uma canção!
Ssss... Silêncio! Ouçam agora com o coração!
Já posso ouvir crianças cantando... elas jamais cantarão em vão! Deixa o canto delas pousar como uma pétala em sua mão... Como um pingo de tinta que desenha um avião. Como uma aquarela a pintar o futuro de toda a população!
Futuro que não nos cabe conhecer ou ver, apenas trabalhar, sonhar, plantar, amor, gentileza... Numa folha qualquer eu já posso ver o desenho que Deus é amor! SSSs... ouçam! Já tem uma aquarela nesse lugar!

Canto 1:  Aquarela
Eu, Evandro Alvarenga, feliz e muito honrado por estar aqui neste trabalho da Catequese, assim como José Datrino, o profeta Gentileza, sinto que posso fazer muito mais por um mundo melhor. Sei que todos que aqui estão nesta noite, também acreditam em um mundo melhor...  E se acreditamos é por que sabemos que depende de nós, o bem comum. Depende de todos nós que acreditamos e temos esperança.

2.  Depende de nós
Sim, depende de nós! Nós podemos tudo, nós podemos mais, muito mais... Então, fé em Deus, pé na tábua, mãos à obra, vamos já fazer o que virá! Fé na vida, fé no homem e no sonho. Ouso parafrasear Fernando Pessoa, para dizer que “Deus quer, o homem sonha, um mundo novo, como obra, nasce!” No sonho de todos nós está a semente do amanhã!

3.  Semente do amanhã
Existe Deus aqui nesta flor. Existe Deus na semente que germinou e formou a planta que a fez surgir. Que o Deus que habita em você, receba o mesmo Deus que habita nesta flor. Existe Deus em você!
      
      4.  Em todo lugar existe Deus (poesia)

Tum, tum, Tum Tum... vocês estão ouvindo? É o meu coração a pulsar. Tum, Tum... este é também o pulsar do seu coração! Eles têm um ritmo definido, como o ritmo do vento, pulsam numa escala grave, como um diminuto trovão... ssss... este é o pulsar do coração de Deus! Do Deus que fez a gente somente para amar.

Canto 5:  Foi Deus que fez você
Deus é Pai! É filho, é Espírito. Deus é amor! Ele amou esse mundo de tal maneira que doou seu filho unigênito para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas viva eternamente. Há 2012 anos todos aqueles que habitavam a região das trevas, viram uma grande Luz, pois um menino nasceu, seu nome? Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz! Quando Deus se fez homem e nasceu entre nós, surgiu o Natal. O natal do Príncipe da Paz... urge que hoje, ele nasça e faça morada eterna em todos nós. É urgente que, todo dia, seja natal em nossos corações!


Canto 6:  Natal todo dia
Quando for natal todo dia, Deus terá mais espaço em meu coração, no seu também... Ele que é amor, terá mais campo, para nos mostrar o caminho da paz, da justiça, da luz!
Quando for natal todo dia, você entenderá, de uma vez por todas que com Deus em você, sua luz brilha, mesmo quando não a quer, mesmo quando não a vê. Poderá até esconder-se de si, mesmo, apagando todas as suas velas, todas as suas lamparinas, cobrindo com véus as suas estrelas, nublando com nuvens pesadas o seu céu. Mas quando você se distrair por segundos, ao som de uma canção que invoca a luz do amor, quando se distrair, olhando para o mar ou brincando com os cataventos da sua memória, saberá que você sempre brilhou. E se nesse momento você puder soltar suas amarras e feito um pássaro voar para o seu universo interior, verá quão luminoso é o seu ser.
Neste dia, você, eu, todos nós seremos um como nosso Deus trino. Cantaremos, dançaremos na ciranda do amor. Sonharemos, viveremos sem medo de ser feliz, veremos nascer uma nova humanidade, num belo amanhecer.

Canto 7: Amanhecer.
Crianças com flores nas mãos para esta última canção. As flores foram distribuídas.



Ó Deus de amor, dai a nossa Diocese e suas comunidades os frutos necessários para que possam ser Igreja, onde cada um seja discípulo missionário a caminho, onde Jesus venha nascer, viver e nos transformar. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Confira o vídeo:



Foi muito bom!  Com certeza, vamos começar em breve a organizarmos a Cantata II, se Deus quiser!

25 de dezembro de 2012

Feliz Natal!


24 de dezembro de 2012

15 de dezembro de 2012

Fique sabendo!


Concílio Ecumênico Vaticano II – 50 anos
Pentecostes!


O Espirito Santo veio e transformou os apóstolos de criaturas tímidas em pessoas corajosas, capazes de anunciar a Palavra do Mestre, completá-la com o testemunho de vida, sendo pastores do rebanho. É a ação do Espirito Santo no íntimo das pessoas e na vida comunitária.
O Concílio Vaticano II foi uma destas explosões maravilhosas do impulso restaurador e renovador do Espirito Santo. Foi um novo Pentecostes no século XX.
POR QUE ECUMÊNICO?
Concílio Ecumênico (=universal) é uma assembleia de bispos da Igreja inteira, convocados a fim de estudar determinados temas de fé e de vida moral. A universalidade dos bispos reunidos não precisa ser matemática; basta que representem legítima e significativamente a Igreja inteira. Praticamente, todos os bispos do mundo participaram do Concílio Ecumênico Vaticano II.
Um Concílio Ecumênico inspira-se nas palavras de Cristo (MT 18,20) e no modo como os apóstolos, na Igreja primitiva, resolveram as questões de interesse coletivo. (Lendo: AT 1,15-26; 6.1-6; 15)
POR QUE TANTOS CONCÍLIOS?
A Igreja é formada por homens que têm pensamentos e comportamentos diferentes, conforme o tempo em que vivem.
Daí a necessidade de um pronunciamento claro e firme por parte dos sucessores de São Pedro e dos apóstolos, que oriente os cristãos em suas dúvidas e dificuldades. Está é a tarefa de um concílio.
Foram até o século XIX (1870), 20 os Concílios Ecumênicos que acontecera na Igreja, recebendo o nome do lugar em que se realizaram.
POR QUE A IDEIA DE UM CONCÍLIO?
O mundo inteiro foi colhido de surpresa, quando o Papa João XXIII, nem três meses depois de sua eleição, manifestou aos cardeais, reunidos no mosteiro de São Paulo em Roma, o desejo de convocar um Concílio Ecumênico. Tratava-se de uma inspiração íntima, como ele mesmo o confessou com humildade e simplicidade.
Consideramos como inspiração de Deus o fato de que, pouco depois da nossa elevação à Sé Apostólica, a nós veio, qual flor espontânea de inesperada primavera, a ideia de celebrar um concílio Ecumênico” (João XXIII, 05/07/1959)
POR QUE CONCILIO VATICANO II?
Com o anúncio do Concílio, surgiu logo uma dúvida: seria um novo Concílio na História da Igreja ou apenas a continuação do Vaticano I, interrompido em 1870, devido a guerra franco-alemã?
Veio logo a resposta ao mundo: “O novo Concílio será o Vaticano II por celebrar-se na Basílica de São Pedro (localizada no Vaticano). E será o 21º da série dos Concílios” (Cardeal Tardini, 1959).
POR QUE UM NOVO CONCÍLIO NO SÉCULO XX?
O mundo havia mudados muito até a época do Concilio Vaticano II.
Tornou-se necessária uma resposta às esperanças do homem do século XX, convulsionado por mudanças e problemas novos. Foi isto que o Concílio quis fazer.
Foi o próprio Papa João XXIII que lhe propôs estas finalidades do Vaticano II:
·         Aumento da fé;
·         Renovação dos costumes;
·         Adaptação da disciplina eclesiástica às necessidades atuais;
·         Revigoramento do zelo missionário;
·         Melhor compreensão da doutrina da Igreja.
POR QUE TANTA PREPARAÇÃO PARA ESTE CONCÍLIO?
Um concílio com horizontes tão grandes necessitava de uma preparação ao mesmo nível. Acrescente-se a isso as facilidades oferecidas pelo século XX: melhor comunicação, viagens mais rápidas, possibilitando, assim, recolher um grande material auxiliar para o planejamento do Concílio.
POR QUE UM CONCÍLIO TÃO PROLONGADO E TRABALHOSO?
No dia 11 de outubro de 1962, abriu-se oficial e solenemente, na Basílica de São Pedro, o tão esperado Concílio Vaticano II.
Seus 2540 participantes: bispos, núncios apostólicos, superiores gerais das Ordens e Congregações religiosas, representando todos os continentes, todas as raças, ofereceram ao mundo um espetáculo maravilhoso da unidade da Igreja.
O Vaticano II desenvolveu-se em quatro etapas:
·         1ª etapa: de outubro a dezembro de 1962;
·         2ª etapa: de setembro a dezembro de 1963;
·         3ª etapa: de setembro a dezembro de 1964;
·         4ª etapa: de setembro a dezembro de 1965.
Sendo que, nas interrupções de uma fase a outra, os participantes votavam ao próprio local das atividades pastorais, para retornar ao Vaticano, na seguinte.
POR QUE PAULO VI?
No dia 05/06/1963, quando os participantes do Concílio haviam voltado para seu campo de trabalho, aguardando a 2ª fase do Concílio, morreu João XXIII.
Mais uma vez o Senhor mostrou que os homens são apenas instrumentos do Espírito Santo, na realidade de suas obras.
No dia 21/06/1963 foi eleito Papa O Cardeal Montini, com o nome de PAULO VI, o qual reassumiu os trabalhos conciliares na mesma linha do seu antecessor.
POR QUE OS DOCUMENTOS CONCILIARES?
O Concílio Vaticano II terminou, oficialmente, no dia 8 de dezembro de 1965.
Tudo que os bispos refletiram, decidiram, e concluíram, foi resumido nos 16 documentos oficiais do Concílio Vaticano II.
COSNTITUIÇÕES:
·         Sobre a Sagrada Liturgia
·         Dogmática sobre a Igreja
·         Dogmática sobre a Revelação Divina
·         Pastoral sobre a Igreja no Mundo Moderno
DECRETOS:
·         Sobre os Meios de Comunicação Social
·         Sobre o Ecumenismo
·         Sobre as Igrejas Orientais Católicas
·         Sobre as Atividades Missionárias da Igreja
·         Sobre o Múnus Pastoral dos Bispos na Igreja
·         Sobre o Ministério e a Vida dos Presbíteros
·         Sobre a atualização dos Religiosos
·         Sobre a Formação Sacerdotal
·         Sobre o Apostolado dos Leigos
DECLARAÇÕES:
·         Sobre a Educação Cristã
·         Sobre a Liberdade Religiosa
·         Sobre a Relação da Igreja com as Religiões não Cristãs.
Estavam lançados os alicerces da grande renovação da Igreja do século XX. Voltando para suas sedes de trabalho, os padres conciliares procuraram pôr em prática o que estes documentos resumiram, de acordo com as diferentes realidades concretas de cada local.
Para sermos bons catequistas evangelizadores temos que estudar e muito sobre a vida da nossa Igreja. Isso é muito importante, assim vamos amá-la mais.

Roberto Magno
Comunidade Nossa Senhora de Nazaré

Joanésia-MG

11 de dezembro de 2012

Encerramento das atividades da Catequese Infantil das Paróquias São Miguel e Nossa Senhora Aparecida.


Encontro das duas turmas de Primeira etapa das catequistas Sílvia e Leila  da comunidade Matriz                  ( Paróquia São Miguel):  "Celebrando a vida" !
Nascimento - chamado a vida  ;
 Aniversário  -  festa da vida  ; 
Batismo -  chamado a vida cristã.
 Contou-se com a presença dos pais . Ao final do encontro, cantou-se "Parabéns" para todos ! 
Um delícioso bolo ( oferecido pelos pais) foi servido .
















A Catequese das crianças da Comunidade Matriz da Paróquia Nossa Senhora Aparecida encerram as atividades de 2012, como de costume, com a Novena de Natal, na Igreja, do dia 03/12 a 11/ 12.
            É muito bom ver e acompanhar as crianças participando desses momentos de evangelização , durante a Novena de Natal .





Também aconteceu o encerramento das atividades catequéticas das 12 turmas da Comunidade Matriz da Paróquia São Miguel, na Catedral , no dia 07/12. Foram apresentadas pelas crianças, encenações de três histórias de Rubem Alves: A pipa e a flor, A árvore e a aranha e A menina e o pássaro encantado.
Depois aconteceu no Salão da catedral uma partilha (pais, crianças, catequistas, parentes e amigos)
. Confira fotos e vídeos de pequenos trechos da histórias encenadas.




















Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial
Copyright © Catecom - Catequese Diocese de Guanhães | Suporte: Blogger